Morning News 24.01

Morning news 24.01

ÍNDICES GLOBAIS, MOEDAS E COMMODITIES

Notícias Corporativas

  • A Petrobras (PETR4; PETR3) recebeu R$ 313 milhões da TotalEnergies de complemento de compensação firme (earnout) de Atapu. O montante já inclui o valor do gross-up dos impostos incidentes referente à participação de 22,5% da TotalEnergies em Atapu.
  • O Conselho de Administração da GPA (PCAR3) aprovou a realização de sua 19ª emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, da espécie quirografária, em até 2 séries, para colocação privada, no montante de, inicialmente, R$ 750 milhões.
  • O IRB (IRBR3) registrou prejuízo de R$ 48,5 milhões em novembro, ante saldo negativo de R$ 113,8 milhões no mesmo mês de 2021. Nos primeiros onze meses de 2022, o prejuízo líquido acumulado foi de R$ 633,7 milhões, ante um prejuízo líquido no mesmo período de 2021 de R$ 510,4 milhões.

Notícias Macro

  • Brasil: Brasil e Argentina assinaram nesta segunda- feira, 23, memorando de entendimento para criação de uma moeda comum virtual para facilitar as trocas comerciais entre os dois países. O anúncio foi feito pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Alberto Fernández, em um comunicado conjunto preparado durante a visita do presidente brasileiro a Buenos Aires. Fonte: Valor
  • EUA: O Departamento de Justiça dos EUA está prestes a processar a Google, da Alphabet, em relação ao domínio da gigante das buscas sobre o mercado de publicidade digital. O processo marcará o segundo processo de monopólio contra a empresa, que é a maior no mercado de anúncios digitais dos Estados Unidos, avaliado em US$ 278,6 bilhões, controlando a maior parte da tecnologia usada para comprar, vender e veicular publicidade online. Fonte: Bloomberg
  • Europa: A Polônia pediu formalmente a permissão da Alemanha para enviar tanques de batalha Leopard 2 para a Ucrânia, pressionando o chanceler Olaf Scholz a conceder aos aliados a aprovação para reexportar o veículo militar de fabricação alemã. Fonte: Bloomberg
  • China: Justamente quando os sinais apontam para uma redução da inflação em todo o mundo, a reabertura econômica da China após anos de rígidos controles pandêmicos está levantando questões se os custos poderiam aumentar novamente, uma vez que o país asiático provavelmente consumirá mais energia conforme sua economia se recupera, pressionando os preços do petróleo e de outras commodities. Fonte: The Wall Street Journal

Disclaimer: O conteúdo apresentado não se trata de recomendação, indicação e/ou aconselhamento de investimento, sendo única e exclusiva responsabilidade do investidor a tomada de decisão. A Criteria Investimentos se exime de qualquer responsabilidade, direta ou indireta, por todos e quaisquer prejuízos decorrentes de operações realizadas com base nas informações aqui previstas, notadamente relacionadas à decisão de investimento do cliente.

Confira nossos Posts Recentes

Abra uma conta para você ou sua empresa

Fale com um assessor e entenda todas as nossas soluções.

Este site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar navegando você aceita nossa Política de Privacidade.