Leveraged Buyout: entenda o que são LBO

LBO – Leveraged Buyout – são aquisições de maneira alavancada que utiliza recursos de terceiros para a aquisição de uma parte ou a totalidade de um ativo, como, por exemplo, uma empresa.

A vantagem desse tipo de operação está na possibilidade de um investidor adquirir o ativo sem possuir o valor total do negócio, precisando ter somente uma parte do capital total necessário para a operação, sendo esse valor em média 30% do montante. 

Entretanto, para que essa operação aconteça, os compradores precisam comprovar a capacidade de suportar e fomentar o crescimento da empresa adquirida. 

Além disso, vale ressaltar que o tomador da dívida é a própria empresa que está sendo comprada e que assim que tiver os novos acionistas, estes farão com que as dívidas sejam pagas por esta.

Como saber se a companhia terá capacidade de honrar com essa dívida? 

Para isso é necessário fazer uma análise dos ativos e passivos da empresa, de suas garantias (ativos tangíveis como propriedades, máquinas e estoques) e sua capacidade de geração de caixa atual e no futuro.

Dado que a operação foi feita, a empresa terá juros a serem pagos. Com isso, o time de gestão centraliza os esforços para aumentar a lucratividade e a eficiência da operação, de modo que os retornos gerados sejam superiores aos juros a serem pagos sobre a dívida.

Tipos de LBO

Vale ressaltar que existem dois tipos de LBO: O Management Buyout (MBOs), no qual a equipe de gestão da companhia está ativamente participando da transação “Skin in the game”, o que é um bom sinal para os outros investidores dado que a equipe da companhia está alinhada com a operação. 

Um exemplo deste tipo de transação foi a da Dell em 2013, quando o fundador da empresa se juntou com uma companhia de private equity e privatizou a Dell. 

O segundo tipo de LBO é o Management Buy-In (MBI), onde um investidor ou uma equipe de gestão adquirem uma companhia externa e trocam o time de administradores dessa. 

Esse tipo de transação ocorre normalmente quando uma companhia está sendo mal administrada, requer sucessão ou está subavaliada.

Em suma, a principal diferença entre o MBO e o MBI é a posição do comprador, no primeiro caso este trabalha para a companhia alvo e no segundo o comprador é externo a empresa da transação.

Pontos para uma operação de LBO

Os principais pontos a serem observados em uma companhia para saber se esta é um alvo interessante para uma operação de LBO são: 

  1. Capacidade de geração de caixa constante, dado que as dívidas e os juros da operação serão pagos pela empresa;
  2. Ativos líquidos e tangíveis que poderão ser usados como garantias;
  3. Operação ou time de gestão ineficiente, há espaço para melhora;
  4. Empresa pouco endividada, dado que está assumirá uma nova dívida. 

Podemos citar como exemplo de empresas que fizeram compras com dívida (LBO): Bain Capital, Blackstone Group, Goldman Sachs, McKinsey e empresas de Private Equity.

Por fim, de maneira simplificada, LBO é uma estrutura alavancada para a aquisição de uma parte ou a totalidade de um ativo, como, por exemplo, uma empresa.

Diariamente novos conteúdos são publicados. Acompanhe nosso blog!

Confira nossos Posts Recentes

Abra uma conta para você ou sua empresa

Fale com um assessor e entenda todas as nossas soluções.

Este site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar navegando você aceita nossa Política de Privacidade.