Criteria Weekly – Rússia rejeita teto de preço para petróleo

Os principais dados macroeconômicos e atualizações da semana sobre o mercado e que impactaram seus investimentos você confere na Criteria Weekly!

No editorial desta semana, trouxemos as principais notícias sobre Brasil, USA, China, Japão, Zona do Euro e Indonésia. Saiba mais sobre a transição a valorização de moedas estrangeiras, criação de novas vagas de emprego e avança na luta contra o Alzheimer

ÍNDICES GLOBAIS, MOEDAS E COMMODITIES

macroeconômicos-moedas-criteria-partners-investimentos

BRASIL

Na semana, o Ibovespa registrou ganho de 2,70% apesar de ter acumulado perda de -3,06% no mês de Novembro.

O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M ), popularmente chamado de ” inflação do aluguel”, retraiu – 0,56% em novembro, após queda de – 0,97% no mês anterior . A expectativa era de uma queda de – 0, 35 %. Com este resultado o  índice acumula altas de 5,90 % em 12 meses.

DRIVERS MACROECONÔMICOS

PIB avança 0,4% no 3º trimestre, na quinta alta seguida, chega ao maior patamar da série histórica, iniciada em 1996. Nos últimos 12 meses, o PIB cresceu 3,6%

O Índice Gerente de Compras (PMI) referente ao setor industrial caiu de 50,8 em outubro para 44,3 em novembro, em território de contração pela primeira vez em nove meses.

REAL

Neste último mês, as moedas emergentes valorizaram enquanto o real apresentou um fluxo contrário frente ao dólar devido às incertezas fiscais no país. No gráfico podemos ver o MSCI (Emerging markets) frente ao Real brasileiro no mês.

macroeconômicos-moedas-criteria-partners-investimentos

ESTADOS UNIDOS

JUROS

A desaceleração da atividade econômica nos EUA e dados inflacionários com sinais de alívio fizeram com que a expectativa de juros futuro para 10 anos retraísse de 4,20% para 3,49%. O mercado espera alta de 50 bps (0,5%) na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (FOMC) que define a taxa de juros no dia 14/12.

PIB dos EUA cresceu a uma taxa anual de 2,9% no 3° trimestre, acima do consenso que apostava num aumento de 2,6%.

DRIVERS MACROECONÔMICOS

Payroll: EUA criam 263 mil empregos em novembro, acima das estimativas: taxa de desemprego fica estável em 3,7%. A expectativa era de que os empregadores criassem 200 mil vagas de fortalecimento no mês. 

Índice de Gerentes de Compras (PMI) industrial cai a 49,0 em outubro, mais que o esperado. Atividade econômica no setor manufatureiro americano contrai em novembro pela primeira vez desde maio de 2020, após 29 meses positivos.

OURO

Na semana passada os contratos de ouro registraram, pela primeira vez em 22 semanas, um saldo comprador positivo. No mês, o ouro saltou de $1.650 para $1.811, acumulando alta de 9,1%.

CHINA

O presidente chinês, Xi Jinping, reconheceu nesta sexta-feira (2) a frustração dentro da China em meio à estratégia de ‘covid zero’ de seu governo, segundo relatou o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel. “Xi também disse que a variante ômicron é menos mortal que a delta, o que faz o governo chinês se sentir mais aberto a relaxar ainda mais as restrições da covid”. Durante encontro em Pequim, Xi não indicou explicitamente seus planos de governo para diminuir as restrições ao vírus, acrescentou o presidente do Conselho Europeu.

INDONÉSIA

O vulcão Semeru, na ilha de Java, na Indonésia, entrou em erupção no início deste domingo (4). As autoridades ordenaram a retirada de quase 2.000 pessoas e decretaram alerta máximo. A última erupção do vulcão, há exatamente um ano, matou pelo menos 51 pessoas. Fluxos de lama e cinzas envolveram aldeias inteiras e quase 10.000 pessoas tiveram que fugir de suas casas.

ZONA DO EURO

DRIVERS MACROECONÔMICOS

O índice de preços ao produtor (PPI), a métrica que mede a inflação ao produtor Europeu, caiu -2,9% em outubro, mas ainda acumula alta expressiva de 30,8% nos últimos 12 meses,efeito ainda a altos níveis de preços de energia fertilizante.

PETRÓLEO

As autoridades russas rejeitaram o teto de preço para o petróleo do país de US $60,00, estabelecido por apoiadores ocidentais da Ucrânia, e ameaçaram neste sábado (3), parar de fornecer a commodity às nações que endossaram a medida. O representante permanente da Rússia para organizações internacionais em Viena, Mikhail Ulyanov, alertou que os apoiadores europeus do teto do preço de petróleo lamentariam sua decisão. “A partir deste ano, a Europa viverá sem petróleo russo”, publicou Ulyanov no Twitter.

ALZHEIMER

Um novo medicamento experimental contra o Alzheimer, batizado de Lecamenab, apresentou resultados “nunca antes vistos” para retardar a progressão da doença. É o que explica o neurocientista e professor da UFRJ Mychael Lourenço. “Ele é promissor porque claramente, com os resultados, reduz de fato a progressão da doença. Não é a cura ainda, mas retarda o agravamento e promove uma melhor expectativa e qualidade de vida”, disse.

A Criteria Weekly é uma ação da Criteria Investimentos. Semanalmente novos dados são publicados e atualizados. Continue acompanhando nossos conteúdos e saiba tudo sobre os drivers macroeconômicos e outros assuntos!

Confira nossos Posts Recentes

Abra uma conta para você ou sua empresa

Fale com um assessor e entenda todas as nossas soluções.

Este site utiliza cookies para te proporcionar uma melhor experiência. Ao continuar navegando você aceita nossa Política de Privacidade.